Trabalhar na Internet – 5 Funções Para Negócios de Sucesso

Para trabalhar na Internet, dentro do Marketing Digital um negócio tem cinco funções: atrair visitantes qualificados, converter potenciais clientes em Leads (possíveis negócios), manter relacionamento com pessoas em todos os estágios desse funil de vendas, fechar as vendas e, analisar os dados para otimizar a performance e garantir maior retorno.

Este artigo faz parte de uma sequência de 6 artigos onde você verá como trabalhar essas 5 funções de forma a transformar o seu negócio em um sucesso.

O primeiro artigo fala da decisão a ser tomada para se montar um negócio ou seguir uma carreira. Se você ainda não leu clique aqui.

No segundo fala do que é preciso para montar um negócio de sucesso. Para ler clique aqui.

Este artigo fala da primeira das cinco funções do marketing digital que devem ser realizadas para trabalhar na internet de forma profissional e direcionada a um negócio de sucesso: Atrair Visitantes Qualificados.

Atrair
Produzir Conteúdo
Otimizar Conteúdo
Comprar Mídia

Converter
Por que gerar Leads
A mecânica da geração de Leads
Oferta
Landing Page
Promoção

Relacionar
Mídias Sociais
Email Marketing
Nutrição de Leads

Vender
Como qualificar Inbound Leads
Como fazer o alinhamento entre Marketing e Vendas
Como abordar os Leads

Analisar
Com que frequência analisar os dados
O que buscar em cada tipo de análise
Você verá cada uma destas funções e como as diferentes técnicas de Marketing Digital ajudam a realizar cada etapa.

Atrair

Sem uma boa atração de visitantes para o site, nenhuma outra etapa do funil faz muito sentido.

Conseguir tráfego qualificado é um dos objetivos mais comuns de quem começa a investir em Marketing Digital e também uma das maiores dificuldades.

Falaremos sobre as 3 tarefas que garantem excelentes resultados nesse objetivo:

  • Produzir conteúdo;
  • Otimizar conteúdo;
  • Comprar mídia.

Produzir Conteúdo

Tenha em mente que, quando falamos de produzir conteúdo, não estamos falando sobre escrever os benefícios dos seus produtos e serviços e que eles representam exatamente o
desejo de seu cliente.

O ideal para se produzir esse tipo de conteúdo próprio é falar sobre temas que atraiam a audiência por sua utilidade e relevância. Fale sobre sua área de atuação e o que ela tem a oferecer para os clientes, quais as principais novidades, entre outras possibilidades.

Se você é especialista em Recursos Humanos, fale sobre as boas práticas de gestão de pessoas. Se você é proprietário de uma concessionária, dê dicas de manutenção de carros ou de como economizar combustível.

É esse tipo de conteúdo que funciona como uma ótima estratégia. É ele que as pessoas mais se interessam em ler, compartilhar em mídias sociais, indicar em outros sites através de links e que, pela soma de tudo isso, vai fazer sua empresa ser vista como referência.

Confira algumas dicas para você iniciar sua produção de conteúdo:

Ensine seu potencial cliente

A dica principal é: entenda quais são os problemas de seu cliente relacionados à área de atuação de sua empresa e ensine o máximo que puder. Muitas vezes seu potencial cliente tem uma demanda por determinado tipo de produto ou solução, mas ainda não se deu conta disso. Ajude-o a entender que tem um problema e quais são as soluções.

Conteúdo educativo ajuda a perceber muitas formas de resolver e, invariavelmente, a forma de resolver vai estar relacionado ao produto ou serviço que você representa. A ideia
é que, fornecendo informações sobre os assuntos relacionados, sua empresa construa autoridade sobre o tema.

Essa técnica, em que você mostra ao mesmo tempo que genuinamente está interessado em ajudar e conhece do assunto, é muito efetiva para conquistar a confiança do potencial
cliente.

Outra dica muito importante é começar logo, já que a consolidação da audiência e da autoridade perante o Google costuma demorar um pouco para aparecer. Quanto mais rapidamente você começar, mais cedo sua empresa vai colher os resultados.

Escolha uma boa plataforma

É importante ter uma boa plataforma para produção e publicação de conteúdo e, normalmente, o blog deve ser seu principal aliado.

Existem várias plataformas para gestão de um blog e elas são importantes para que o autor do blog consiga publicar os textos sozinho. Ao mesmo tempo, ela precisa ser préotimizada para ferramentas de busca.

Existem várias no mercado, mas pela diversidade de plugins e estrutura amigável ao Google, a mais recomendada é o WordPress.

Seja consistente

Muitos empreendedores digitais receiam em começar pensando que precisará de muitos recursos para manter um blog. Mas na verdade não é preciso de muito para investir.

Para deixar mais concreto, você já estará bem acima da média se publicar um artigo por semana no blog. Se você tem apenas um empreendimento digital é fácil atingir essa média, e de acordo com que vai crescendo é possível contratar profissionais que façam isso para você com um custo bem acessível.

Mais importante do que a quantidade é escrever com qualidade, consistência e uma periodicidade bem definida, para que seus leitores possam acompanhar com que frequência receberão novos conteúdos.

Otimizar Conteúdo

Publicar conteúdo é uma coisa. Outra diferente é fazer com que esse conteúdo de fato alcance público e seja visualizado.

Para isso, é necessário otimizar o conteúdo para ser encontrado em canais onde as pessoas realmente acessam. Nesse caso, vamos falar da otimização para dois desses canais: as ferramentas de busca (como o Google) e as mídias sociais.

SEO (Search Engine Optimization)

SEO é otimização para serviços de busca.

É um conjunto de técnicas utilizadas com objetivo fazer com que suas páginas apareçam bem posicionadas nos mecanismos de busca quando o seu potencial cliente buscar por palavras relacionadas ao seu mercado de atuação. Como o Google detém 90% do mercado de buscas, geralmente é o mais focado para o trabalharmos o SEO, mas boa parte daquilo que vale para o Google vale também para os outros mecanismos.

Para classificar os resultados mais importantes, o Google analisa mais de 200 itens como fatores para montar o ranking das buscas. Para simplificar, podemos trabalhar pensando em dois grandes pilares: o conteúdo e a autoridade.

Para analisar o conteúdo, o Google procura por “sinais” lendo as partes mais importantes de uma página. Assim como podemos identificar o tema de um livro ao olhar sua capa,
sumário e alguns trechos, o Google consegue identificar qual é o assunto da página olhando, principalmente, para o título da página, número de vezes em que a palavra-chave aparece ao longo do texto, texto alternativo das imagens e etc.

É comum vermos empresas usando “Home” ou “Página inicial” como título, desperdiçando assim a oportunidade de usar as palavras procuradas pelos potenciais clientes em uma das partes do site mais valorizadas pelo Google. Todas as páginas terem o mesmo título é outro erro comum.

Já a autoridade é o fator que faz, entre duas páginas que falam do assunto, uma ficar à frente da outra. O Google mede isso, principalmente, pela quantidade de recomendações
(links) que uma página recebe. As recomendações em mídias sociais, principalmente o Google+, também vêm ganhando peso ao longo do tempo.

Essa é a base de um bom trabalho de SEO: páginas orientadas para as palavras-chave que são importantes para o seu negócio e procuradas pelo seu público combinadas com
autoridade conquistada por meio de links recebidos.

SMO (Social Media Optimization)

Ou otimização para mídias sociais, tem o objetivo de alcançar as pessoas por meio das interações realizadas na redes sociais.

Além de algumas redes sociais atraírem muitos visitantes por sua própria natureza, o Google vem valorizando cada vez mais em seu sistema o quanto o conteúdo de determinada página é compartilhada, curtido ou comentado nessas mídias.

Incentivar o compartilhamento através de botões em cada post é obrigatório para qualquer página.

Existem algumas técnicas que possibilitam a obtenção de mais tráfego através das redes sociais.

Uma possível forma de ampliar o poder de alcance é utilizar Pagamento Social em seu conteúdo.

Funciona assim: Você determina que seu público–alvo só consegue acessar o conteúdo, se compartilhar o link, em Twitter ou Facebook, por exemplo.

Também é possível ampliar o alcance investindo na Automação de Publicações, muito útil para extrair mais resultado de conteúdo que já foi publicado. Utilizando uma ferramenta específica, ou os recursos das próprias redes, você pode agendar a publicação de links nos melhores horários e frequência para o seu público.

Comprar Mídia

Para quem está começando possa te algum fôlego no início de suas atividades enquanto os resultados orgânicos não aparecem, investir na compra de mídia online é muito indicado.

Além de permitir o aumento no número de visitantes qualificados do seu site muito rapidamente, anunciar nas mídias online é também uma forma de aprender sobre o comportamento dos usuários no canal, mesmo quando sua presença ainda não é muito relevante.

Você pode ir dosando conteúdo com anúncios e, aos poucos, à medida que seu site for ganhando autoridade e acessos orgânicos, ir diminuindo o investimento.

O que funciona:

Atualmente há duas opções de mídia que são as mais recomendadas:

Facebook Ads – Os anúncios no Facebook são interessantes para atrair pessoas no começo do processo de vendas, aquelas que ainda não identificaram que têm algum problema ou não estão ativamente procurando uma solução.

O ponto forte dos anúncios no Facebook é a segmentação. Podemos escolher o público por sexo, região, profissão, interesses (que inclui as páginas curtidas), entre outras definições, aparecendo na tela dos usuários definidos como público-alvo.

Geralmente são anúncios bem baratos, permitindo a construção de uma audiência de qualidade de forma rápida. No entanto, precisam ser trabalhados com bastante conteúdo ao longo do tempo para efetivamente realizarem a compra.

Google Adwords (Links Patrocinados) – Anunciar nos Links Patrocinados do Google é útil para atrair quem já busca por soluções, pois a chamada para o site aparece
quando o usuário digita algumas das palavras-chaves que a empresa definiu na compra do anúncio. Ou seja, só acha esse conteúdo quem está buscando por ele.

Geralmente, os visitantes vindos do Adwords estão mais próximos de realizar uma compra, o que pode acelerar as vendas para sua empresa. No entanto, essa atratividade
gera uma competição maior e como os anúncios funcionam no formato de leilão, o preço pode ser um pouco maior.

Em geral são essas as duas opções que funcionam muito bem. O Twitter e o LinkedIn também abriram opções de anúncios e podem ser interessantes, mas é preciso
identificar se isso é válido para o ramo que você atua, já que variam muito caso a caso.

O que não funciona:

De outra forma, existem algumas ações bem conhecidas, mas sem sustentabilidade.

Os anúncios em banners em grandes portais são um exemplo disso. Eles custam muito caro e os usuários já estão condicionados a não olhar mais para eles. Na prática, os resultados são mínimos para um investimento que certamente pesa para um negócio iniciante.

Existem ainda as práticas totalmente desaconselhadas, como comprar listas de email. Nem pense em fazer isso, não só para evitar manchar a reputação de sua empresa, como também para evitar desperdícios financeiros. Essas pessoas raramente demonstraram interesse na sua empresa e a prática certamente não vai funcionar.

Se é para investir em mídia, invista no Facebook Ads ou no Google Adwords, que já têm o funcionamento comprovado. Com as técnicas certas, eles funcionam muito bem.

Grande abraço e até a próxima.

P.S.1: Fique ligado! nos próximos artigos continuarei falando sobre marketing digital e como utiliza-lo para desenvolver negócios de sucesso.

P.S.2: Uma dica extra: Algumas pessoas estão me perguntando qual o curso que eu mais recomendo atualmente para quem deseja começar um negócio de sucesso na Internet sem ter qualquer conhecimento ou experiência anterior. Aqui está minha resposta: neste momento, o curso que eu mais recomendo, tanto para quem é um completo iniciante como para quem já é um profissional avançado é este aqui.

Manual GratuitoTransforme seu Blog numa máquina de dinheiro

Fábio Medeiros

Administrador e Empreendedor Digital focado na busca de soluções que tornem o trabalho prazeroso e rentável para pessoas que desejam fazer de suas vidas empreendimentos felizes.

Website: http://alcancerenda.com/sobre-nos/